Tag: curiosidades

Você conhece os principais tipos de pessoas na porta dos desfiles?

Uma das vantagens de estar em Milão é a possibilidade de aproveitar os eventos de moda e, é claro, conferir a Milano Fashion Week!

Fui acompanhar de perto como funcionava a famosa porta de desfile e posso afirmar que é uma experiência interessante… Como o meu trabalho exige muito estudo e atualização constante, é possível identificar e confirmar algumas tendências, além de identificar vários tipos de pessoas que  estão “fazendo a porta”.

Destaco os 5 tipos mais comuns:

1. Os estudantes de moda que criam um look, estranho ou não, para chamar atenção de algum fotografo de street style:

 

 

2. Os fotógrafos profissionais  que cobrem o street style dos desfiles:

 

 

 

 

3. Os fotógrafos amadores e apaixonados por moda que estão buscando fotos interessantes e conteúdo do evento:

 

 

4. As blogueiras que não conseguiram convite e se produziram – também com o objetivo de conseguir aparecer em alguma matéria de street style, além de tirar fotos:

 

5. Os curiosos que nem sabiam o que estava acontecendo mas deram uma paradinha para ver o movimento:

 

Todas fotos foram tiradas por @styling4youtoo e não podem ser reproduzidas sem a devida informação autoral.

Quais as curiosidades da Milano Fashion Week de 2016?

 

Serão 176 coleções, divididas em:

68 desfiles

94 apresentações realizadas em showroom para os profissionais do setor;

14 novos designers que farão exposição de suas criações no Fashion Hub Market;

Giorgio Armani é o estilista mais experiente no cenário da moda em Milão. A sua primeira coleção foi lançada em 1975 e até hoje continua. nesta estação, Giorgio Armani não fechará a Milano Fashion Week e a casa de moda terá sua apresentação antecipada para o dia 23, no dia do encerramento será a segunda linha da casa, Emporio a realizar a apresentação.

Cada ano Armani seleciona um designer emergente para apoiar: este ano a escolhida foi a marca chinesa Ricostru.

Coleção Outono/Inverno 2016.

O designer preferido é…

Alessandro Michele! Ele conseguiu transformar a Gucci na casa de moda preferida das celebridades e fashionistas de plantão. Basta olhar as fotos de street style e conferir os sapatos, bolsas, ternos e vestidos da marca por todos os lados. O designer mantém o foco na sua estética vintage e glamour, o que garantiu 3 premiações em apenas 1 ano e meio. Poucos dias atrás ele foi aclamado como Designer of the year, em Londres, pela British Gq Men Of The Year Awards.

A maison com o faturamento mais elevado, consequentemente, é a Gucci  e logo depois a Prada, com um resultado de 3,90 e 3,55 bilhões de euros em 2015, respectivamente.

Algumas marcas desfilarão sem diretores criativos, como a Tod’s (depois da separação com Alessandra Facchinetti em maio de 2016) e Salvatore Ferragamo (depois do “addio” de Massimiliano Giornetti março passado).

Várias casas italianas optaram por diretores criativos de outras nacionalidades.

A casa Roberto Cavalli, depois de ser vendida para o fundo Clessidra, elegeu o norueguês Peter Dundas como diretor criativo. As irmâs Fendi anteciparam os tempos e desde 1965 contam com Karl Lagerfeld (Amburgo 1933) no comando criativo. Este ano ele comemorou 50 anos com a casa de moda romana. Um outro aniversário será celebrado durante a fashion week de Milão: 15 anos de parceria entre o alemão Tomas Maier e a Bottega Veneta . Não podemos esquecer da Moschino que conta com o americano Jeremy Scott a ditar o estilo das coleções desde outubro de 2013.

Nada melhor que ter informações e saber das curiosidades do mundo fashion, não acham?!