Tag: estilo pessoal

Você também pode ter o estilo de uma parisiense

French(foto: reprodução internet)

Quem já foi para Paris sabe como é interessante sentar num café e, simplesmente, ver a vida passar… Dependendo do bairro que você estiver, a sensação será muito próxima a de percorrer as folhas de uma Vogue gigante e contemplar os modelos passando na sua frente!

Talvez, por este motivo, existam tantos livros que buscam compartilhar as dicas de “como ser uma parisiense”, “ vestir-se como uma parisiense” e assim por diante. Na verdade, elas apresentam um jeito único de não se importar, calculando todos os detalhes.
Pode parecer estranho uma pessoa não se importar e, ao mesmo tempo, calcular cada detalhe, certo? Mas essa é justamente a resposta para a charada! Elas apenas aparentam não se importar com o que vestem… Quem olhar rápido pode acreditar que o look foi montado sem esforço, automaticamente. Garanto que não foi!!!
A parisiense pensa em tudo, TU-DO! Para ela, o bem vestir é uma obrigação e mesmo quando aparecer com jeans, camiseta e um coque alto estará linda… Tenha certeza que ela olhou a composição da roupa e trocou impressões com o espelho diversas vezes.

Caroline2(foto:reprodução internet)

Qual seria então o segredo delas?

Não é bem um segredo, mas a maneira como elas encaram as roupas e o processo de montagem dos looks. Caso fosse necessário escolher um mantra para uma parisiense seria, definitivamente, “menos é mais”…

Se você gosta do estilo delas, confira abaixo algumas dicas:

caroline(foto:reprodução internet)

Brechó: Para elas não existe problema algum comprar nos diversos brechós espalhados por Paris, ainda mais se elas não estiverem com a carteira recheada de euros;
Elas também vendem suas roupas, bolsas e sapatos… Isso garante um dinheiro extra na hora de comprar novas peças para atualizar o closet!

Peças Must Have: Para as parisienses ter um closet atemporal é fundamental e permite atravessar diversas temporadas. As peças tendências entram no armário, mas o investimento nunca é grande porque hoje está na moda e amanhã, no lixo!
Bolsas e sapatos: Existe uma atenção especial nas bolsas e sapatos, sabe o motivo? Se você estiver vestida com roupas simples, porém de qualidade, basta utilizar uma bela bolsa e um bom sapato para parecer atual e bem vestida!

 

Estilo: Elas amam as listras e utilizam de uma maneira moderna. Que tal apostar numa camiseta listrada com uma calça pantalona?

As roupas não devem parecer armaduras, mas devem vestir perfeitamente, ou seja, o caimento perfeito é fundamental para uma figura elegante.

Desça do salto! Você dificilmente verá uma parisiense usando um salto altíssimo, exceto na semana de moda. Elas estão sempre correndo e uma flat é a aliada perfeita para sobreviver no agito diário.

Os óculos de sol é enorme e isso confere um ar chique e elegante no look total.

A paleta de cores das parisienses é neutra, discreta e elegante.

Definitivamente amam a “Camisa Branca” por ser extremamente versátil. Ela fica bem com tudo!

Se você mora num lugar frio, pode apostar no trench coat, ele preenche os 3 requisitos das parisienses: simplicidade , versatilidade e praticidade.

O cabelo é um item importante e deve refletir uma imagem imponente. Aprenda a aperfeiçoar o seu bedhair day. Se o cabelo estiver uma bagunça prenda apenas um lado ou faça um coque milimetricamente bagunçado, capriche no rímel e siga em frente!

Agora que você já sabe como montar o conjunto francês e arrematar com o penteado das parisienses, inspire-se!

O terno masculino

Todos concordam que um homem bem vestido projeta uma imagem de sucesso, certo? O que ninguém lembra, é o somatório de coisas que o homem precisa prestar atenção na hora de escolher o traje: O tamanho da calça e sua bainha, o comprimento da manga, a largura da calça, o tipo de tecido… Para facilitar a vida deles, vamos compartilhar algumas dicas que são utilizadas numa consultoria de imagem ou pelo próprio alfaiate:

terno
1) Se você acha que um determinado terno não vale o investimento, pense duas vezes – principalmente se você utilizar o traje para trabalhar;

Isso significa que, quanto mais você utilizar uma peça, mais barata ela será! Por isso, nem sempre um terno que custa 5 dígitos ou mais, é caro. Vamos fazer uma conta rápida:

Digamos que você tenha 5 bons ternos e utilize um para cada dia da semana. Vamos desconsiderar férias e calcular uma média de 4 semanas por mês, logo, você deverá utilizar o terno 48 vezes por ano.
1 Terno: R$ 3.000,00
Vida útil média: 6 anos
Uso x vida útil: 48 (dias de uso/ano) x 6 (vida útil média) = 288

Então, devemos dividir o valor do terno pelo número de vezes que ele será utilizado ao longo da sua vida útil estimada.

R$3.000,00 : 288 = R$ 10,42 será o valor de cada terno por uso.

Agora, se você for usar apenas para ocasiões especiais, aumente a vida útil e reduza a quantidade de usos por ano. Se você usar o terno 4 vezes ao ano e o traje “durar” 8 anos (32 usos), ele custará R$ 93,75 por uso.

2) Lembre-se que o terno deve apresentar um caimento impecável.

3) O tecido precisa ser de qualidade, inclusive o forro! Normalmente os bons ternos são feitos com lá.  Existe uma classificação para determinar o tipo de lá –  Terno Super 80, Terno Super 100 e assim por diante. O melhor tecido para ternos é a lã fria e, para ser considerado um terno de lã fria, a classificação deverá ser igual ou superior a Super 100. Quanto maior o número seguido do Super, mais leve, fina e mais cara é a lã.

Algumas marcas renomadas, utilizam uma combinação de lã fria com mohair (que é um tecido nobre, semelhante à seda, obtido através do pelo de cabra Angorá), deixando o tecido final com um maior brilho. Mas atenção: Um terno feito apenas com mohair ficará exagerado por apresentar muito brilho;

4) Veja, no paletó, se a costura respeita o tamanho dos ombros. Ela deve ficar exatamente em cima dos ombros;

5) A calça deve estar alinhada com o comprimento e não pode ser larga ou justa demais;

6) A manga do paletó deverá ser um pouco menor do que a do punho da camisa;

7) Lembre-se de não abotoar todos botões do paletó. O último (aquele botão que está próximo da calça) não deve ser abotoado. Você poderá abotoar apenas o do meio ou os dois primeiros, se o terno possuir 3 botões. E o primeiro botão (próximo da camisa), caso o terno possua 2 botões;

8) De nada adiantará investir em um terno de qualidade se você colocar uma gravata com aspecto barato, ou se você não souber adequar o tamanho do colarinho ao nó utilizado… Prefira as gravatas de seda e, se possível, confeccionadas manualmente;

9) Leia as instruções de lavagens e siga as orientações do fabricante. Aquela etiqueta não está no terno por acaso;

10) Para uma aparência elegante e tradicional, escolha os nós mais clássicos:

Half- Windsor:

half windsor

 

Windsor:

windsor

 

Four in hand:

 

four

Esperamos que vocês aproveitem as dicas!!!

Sneakers, você já escolheu o seu?

O tênis surgiu nos EUA, após a descoberta da vulcanização (fórmula para preservar a borracha) feita em 1839 por Charles Goodyear. Com a vulcanização, foi possível substituir o solado de couro ou madeira dos calçados pelo solado de borracha. E assim começou a história de um item que continuamente se reinventa até hoje!

Vira e mexe o item aparece como must have e nos pés de várias it-girls, principalmente depois do desfile de 2014 da Chanel… Agora pare um momento e pense, você já tem o seu?

Sempre escutamos as mulheres falando que não abrem mão do salto, ou que não tem a ver com o estilo delas, ou ainda, que não sabem como utilizar…

Mas fato é, o tênis é um acessório fashion e pode fazer toda a diferença no look!

Veja algumas sugestões:

 

1) Slip-on:

slip_on-e1393358889120
É o mais fácil para combinar!

slipon4

 

 

2) E o adidas, gente?! Você viu a coleção do Pharrell Williams?

Pharell
Viu e não sabe como usar?

adidas

 

 

3) Isso, sem falar no Converse:

tenis-converse-all-star-ct-as-tri-zip-hi-prata-ct3781151-1000x1000Veja como a Olívia Palermo usa:

olivia

Inspire-se, experimente e escolha qual modelo combina mais com você!

 

Vestir-se é uma parte da vida

“VESTIR-SE É UMA PARTE DA VIDA E UMA MANEIRA DE DIZER AO MUNDO QUEM VOCÊ É, E QUEM VOCÊ GOSTARIA DE SER.

A frase acima foi dita por Íris Apfel. Certamente vocês já devem ter ouvido falar sobre ela, não?

Iris ApfelPhoto © Bruce Weber

A foto ajudou? Ela é norte-americana, tem 93 anos, é dona de um estilo único.  É designer de interiores, empresária e bem humorada…

Esta senhora é tão única que Albert Maysles dirigiu um documentário sobre ela.  Seu guarda-roupa foi documentado por Eric Boman e está disponível no livro “Rare Bird of Fashion: The Irreverent Iris Apfel”. Além disso, o Metropolitan Museam (NY) em 2005 e 2006 realizou uma exposição com várias peças de Íris, com nome “Rara Avis: Selection from the Iris Barrel Apfel Collection”.

Mas hoje, falaremos um pouco sobre a “febre Iris Apfel”…

perguntas-perigosas-na-entrevista-de-emprego-noticias

Como assim?

Simples. Hoje em dia todas nós adoramos um acessório chamativo, uma peça “Statement”. E, algumas de nós, usam tudo ao mesmo tempo. Certo?

ERRADO!!!

Usar tudo ao mesmo tempo é o que chamo de “febre Iris Apfel”. Se você não for ela, tente esquecer o estilo carregado e cheio de informação, pelo menos quando estamos levando em consideração a Imagem e Estilo Pessoal. Neste último caso, o que deve chamar a atenção é a pessoa e não a(s) peça(s) chamativa(s).

Isso significa que não podemos nos divertir com os acessórios divinos que estão por aí????

Podemos e devemos!!!

Porém, precisamos equilibrar os pontos de destaque no look completo. Precisamos saber utilizar peças que valorizam o nosso formato de corpo, aliando as técnicas de camuflagem, a coloração pessoal, onde estamos e o evento que vamos prestigiar.

Se vocês precisarem de uma ajuda, entrem em contato! Terei prazer em ajudá-las.